Autor Tópico: Aliança Renault Nissan - Notícias  (Lida 134572 vezes)

Offline anfil

  • 0.9 TCe
  • *
  • Localidade: Vila Nova de Gaia
  • Mensagens: 159
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #405 em: 07 de Agosto de 2017, 21:59 pm »
Ainda estes dias li palavras do Sr. Ceo do grupo dizer que todos os fornecedores gostavam de trabalhar para o Grupo.
E eu  como cliente do Grupo fiquei a pensar que isso acontecia porque possivelmente a exigência em termos de controlo de qualidade era inferior a outras marcas, e daí a vontade em trabalhar com os menos exigentes.

Por exemplo conheço alguém que trabalha na Hutchinson, fabrica de componentes para ar condicionado  da qual a Renault  é cliente e foi-me dito que a opel  é o cliente mais exigente que têm.(logo uma marca que até nem tenho grande simpatia)

Coisas da vida
twingo 96          260 000 kms/Clio Gt line 2015   43 000
kms       Civic aerodeck 98  233 000 kms

Offline MRC

  • Initiale Paris
  • 2.0 TCe
  • *
  • Mensagens: 5011
  • I'm not old, I'm vintage!
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #406 em: 13 de Agosto de 2017, 20:01 pm »
Por isso é que há marcas que são melhores nuns aspectos e piores noutros e vice-versa.
@Clio Rip Curl 2 '08 @R11 GTS '89 @R11 TSE '88 @A4 B5 1.8 GPL '96
Monsieur Cléon, What Else?

Offline Rui

  • Administrator
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Localidade: Alverca
  • Utilizador: Rui_N
  • Mensagens: 13929
  • Garagem : Megane III Sport Tourer 1.5 dCi
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #407 em: 07 de Janeiro de 2018, 20:31 pm »
Um documento interessante sobre a Aliança Renault Nissan Mitsubishi.

http://nissannews.com/media_storage/images/facts_figures_2017_gb.pdf
A Sucata consome isto:  Spritmonitor.de" border="0 :laugh:

Offline Lipe

  • Moderadores
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Localidade: Agualva-Cacém
  • Mensagens: 13329
  • Let's do this!
  • Garagem : Skoda, Yamaha, Seat, Nissan, Volvo
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #408 em: 10 de Janeiro de 2018, 09:24 am »
Espero mesmo que façam alguma coisa decente pela Mitsubishi.
É triste ver ao que essa marca chegou.

Offline RenaultTurbo

  • Initiale Paris
  • 2.0 TCe
  • *
  • Localidade: Sintra
  • Mensagens: 5852
  • Garagem : Clio II 1.6 16v / Scenic I 1.4 16v / Velsatis 2.2dci
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #409 em: 07 de Abril de 2018, 09:32 am »
https://carzoom.pt/renault-e-nissan-podem-tornar-se-numa-unica-marca/

Na minha opinião seria uma má jogada, não acho tão linear que como o grupo vende um certo numero que ao fazer a fusão será igual...

Offline JGON

  • 1.0 SCe
  • *
  • Localidade: Gaia
  • Mensagens: 10
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #410 em: 07 de Abril de 2018, 19:16 pm »
Concordo. Mas no imediato a operação pode vir a render muito aos accionistas e isso é o que interessa, lucros rápidos, nem que sejam meras habilidades financeiras. É triste ver que a finança que não produz nada é quem manda na empresas que o fazem.  Um diretor financeiro manda muito mais numa construtora que uma equipa dos melhores engenheiros. 

Offline MaNeL

  • Initiale Paris
  • 1.6 DCi Bi-Turbo
  • *
  • Localidade: Viana do Castelo
  • Mensagens: 2654
  • Garagem : Clio E7F 94 - Clio mk3 dci 70cv - Laguna 2.0dci 07

Offline luisnogueira

  • Moderadores
  • 1.6 DCi Bi-Turbo
  • *
  • Localidade: Parede
  • Mensagens: 2554
  • Garagem : Grand Scenic 3 1.5Dci Luxe 05/2011
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #412 em: 21 de Outubro de 2020, 10:53 am »
Planos para o futuro da Renault. Se realmente passarem por aqui os planos, vamos ter grandes mudanças de posicionamento nas marcas do grupo(Renault, Dacia e Alpine).

Citar
Luca de Meo CEO da Renault, está a preparar um plano a 8 anos, com vista à recuperação da Renault, enquanto a marca francesa, tenta superar a forte queda nas vendas, que sofreu nos últimos meses.

Numa entrevista a um jornal espanhol, o CEO recém-nomeado da marca francesa, revelou um pouco do plano de recuperação da marca, onde a Renault, poderá ser transformada uma marca mais premium. Mas antes disso, terá que haver um corte de 2 mil milhões de Euros, para conseguir recuperar da forte perda nos lucros.

No entanto , com base em tudo o que o próprio de Meo afirmou nos últimos tempos, bem como, em vários relatórios que têm vindo a publico, podemos começar a adivinhar qual o rumo do grupo.

Para começar, sabemos que o CEO do grupo francês quer impulsionar a imagem da marca Renault. Isso significa, deixar de lado os carros de passageiros pequenos e baratos, fazendo com que a Dacia se assumisse como a “marca principal” do grupo.

O que também quer dizer, que a Renault irá tentar obter lucro através da valorização da marca, em vez do volume de vendas, como tem acontecido nos últimos anos.

A Alpine também terá grandes novidades, pois em 2021 irá dar o nome à equipa oficial de Fórmula 1, enquanto a longo prazo, o CEO do grupo, pretende transformar a marca numa “mini Ferrari”, produzindo carros mais exclusivos e com caracter mais desportivo.

Todos os modelos da RenaultSport, também deverão apresentar o nome Alpine, passando a haver uma desconexão da Renault de qualquer modelo desportivo, passando a ser focada no luxo.

Fonte https://www.motorspot.pt/2020/10/21/este-e-o-plano-a-8-anos-para-a-recuperacao-da-renault/

Offline _n3Ls0n_

  • 1.0 SCe
  • *
  • Localidade: Corroios
  • Mensagens: 29
  • Garagem : Renault Captur Exclusive 0.9 90cv
Novo motor 1.2 TCe
« Responder #413 em: 22 de Outubro de 2020, 18:01 pm »
Citar
Renault está a desenvolver novo motor 1.2 TCe de três cilindros a gasolina
Já com as normas Euro 7 em mente (que devem chegar em 2025), a Renault, ao que tudo indica, está a desenvolver um novo motor 1.2 TCe de três cilindros. A notícia foi avançada originalmente pelos franceses da L’Argus e dá conta de que a Renault estará a trabalhar num novo motor 1.2 TCe de três cilindros (com o nome de código HR12) que deveremos conhecer no final de 2021.

Derivado do atual 1.0 TCe, o novo motor 1.2 TCe de três cilindros tem como objetivo incrementar substancialmente a sua eficiência, com Gilles Le Borgne, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Renault, a querer aproximá-la ao máximo da de um motor Diesel.
O novo motor também tem já em vista o cumprimento das normas anti-poluição Euro 7 que devem entrar em vigor em 2025.

Para o aumento de eficiência desejado, será ao nível da combustão que veremos os principais avanços, através do aumento da pressão da injeção direta de combustível e do aumento da taxa de compressão. Este HR12 deverá ainda introduzir novas tecnologias para reduzir a fricção interna.
(Fonte: https://www.razaoautomovel.com/2020/10/renault-prepara-novo-motor-1-2-tce-de-tres-cilindros )

Offline luisnogueira

  • Moderadores
  • 1.6 DCi Bi-Turbo
  • *
  • Localidade: Parede
  • Mensagens: 2554
  • Garagem : Grand Scenic 3 1.5Dci Luxe 05/2011
Re: Aliança Renault Nissan - Notícias
« Responder #414 em: 02 de Dezembro de 2020, 13:19 pm »
Novo projecto que arrancou na Renault Cacia.

Citar

Dois anos depois da Renault S.A. e do AICEP, na presença do Primeiro-Ministro António Costa, terem formalizado um investimento superior a 100 milhões de euros na Renault Cacia, a fábrica iniciou a produção – em exclusivo! – da caixa de velocidades com o código JT 4. Destinada aos modelos da Renault, Clio, Captur e Mégane, e da Dacia, Sandero e Duster, só esta referência será responsável, em 2021, por cerca de 70% do volume de negócios da Renault Cacia.
Com recurso a uma linha de montagem específica, a Renault Cacia já iniciou a produção da caixa de velocidades JT 4, sendo de sublinhar que é a única fábrica do Grupo Renault, no mundo, a produzir a referência. Uma opção estratégica, também sustentada pelo facto da unidade portuguesa ter vindo a ser considerada, nos últimos anos, e de entre todas as fábricas de componentes mecânicos do Grupo e da Aliança Renault-Nissan, como a melhor na produção de caixas de velocidades, segundo os exigentes critérios de Qualidade, Custo e Prazo!

Na sequência deste investimento, um investimento superior a 100 milhões euros, a Renault Cacia já tem a capacidade de fornecer 500.000 unidades/ano da caixa de velocidades JT 4 às diversas fábricas de montagem de automóveis espalhadas pelo mundo. No primeiro quadrimestre de 2021, a capacidade de produção será aumentada para 550.000 unidades/ano.

A caixa de velocidades JT 4 equipa os motores Renault a gasolina 1.0 (HR10) e 1.6 (HR16) que estão disponíveis em cinco diferentes modelos: Renault Clio, Captur e Mégane, e Dacia Sandero e Duster.

Para Christophe Clément, Diretor da Renault Cacia, “o início da fabricação da nova caixa de velocidades do Grupo Renault é um marco histórico para a Renault Cacia. Não só porque se trata de um produto de topo na tecnologia de caixas manuais como, para a sua fabricação, a Renault Cacia fez um grande investimento na qualificação dos seus Recursos Humanos. A atribuição em exclusivo deste produto à Renault Cacia é a prova da competência desta fábrica que vê assim o seu futuro imediato assegurado com esta nova caixa de velocidades”.

Para além de caixa de velocidades, a Renault Cacia produz muitos outros componentes para o Grupo Renault, nomeadamente bombas de óleo (é o maior fornecedor do Grupo), árvores de equilibragem, bem como outras referências para caixas e componentes mecânicos. Com uma produção tão especializada e diversificada, pode dizer-se que, em cada automóvel Renault que circula no mundo, existe pelo menos um componente fabricado na Renault Cacia.

Em 2021, a Renault Cacia cumprirá o 40º aniversário. A unidade está situada num complexo industrial de 340.000 m² de área total, dos quais 70.000 m² de área coberta, sendo a segunda maior do setor automóvel, em Portugal, em número de colaboradores, num total de 1.380.


https://renaultportugal.tumblr.com/post/636392892688105472/renault-cacia-j%C3%A1-produz-em-exclusivo-a-nova?fbclid=IwAR197euLNTrxkG6Fi93HEqHzw6nroza2Voq1wefhJu1-iDwHJ1q_Z7-L0SE