Autor T√≥pico: Diesel - bio diesel - ovd  (Lida 9237 vezes)

Offline Artur

  • Louis Renault
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Localidade: Odivelas
  • Mensagens: 16086
Diesel - bio diesel - ovd
« em: 21 de Janeiro de 2011, 22:53 pm »
Introdução:
Os biocombust√≠veis s√£o produtos combust√≠veis renov√°veis produzidos a partir de mat√©ria org√Ęnica. A quantidade de CO2 que libertam para a atmosfera √© inferior √† que foi absorvida pelas plantas durante a sua vida.

Em 1893, na exposição universal de Paris, Rudolf Diesel apresentou um dispositivo inovador. Um motor de combustão interna e ignição por compressão que queimava óleo de amendoim. Com o motor Diesel, pretendia o seu inventor restituir aos agricultores a autonomia e independência, devolvendo-lhes a tarefa de produzir o combustível utilizado nos transportes.

A Directiva 2003/30/CE do Parlamento Europeu e do Conselho estabeleceu metas indicativas para a penetra√ß√£o dos biocombust√≠veis nos carburantes: 2% em 2005 e 5,75% em 2010. Embora n√£o estejamos convencidos que est√° aqui a solu√ß√£o para a crise energ√©tica que se adivinha, acreditamos que podemos minorar o problema enquanto novas solu√ß√Ķes t√©cnicas n√£o surgem no mercado.

Todos os veículos a gasóleo podem consumir alguma percentagem de óleo vegetal directamente (OVD) sem qualquer modificação no motor, e podem consumir biodiesel fabricado a partir de óleo alimentar novo ou usado.

√Ä semelhan√ßa do que sucede com o GPL para os motores a gasolina, tamb√©m √© poss√≠vel realizar pequenas altera√ß√Ķes num motor Diesel para queimar elevadas percentagens de √≥leo vegetal (OV). Milh√Ķes de quil√≥metros feitos por milh√Ķes de utilizadores no mundo inteiro, desde a crise petrol√≠fera de 1973, forneceram procedimentos e uma base de dados sobre os motores e as altera√ß√Ķes a realizar para se poder atestar o dep√≥sito com √≥leo vegetal em vez de gas√≥leo. Para al√©m da motiva√ß√£o Ecol√≥gica (redu√ß√£o dos gases promotores de efeito de estufa, aus√™ncia de enxofre, e outras part√≠culas), Social (devolver aos agricultores a iniciativa da produ√ß√£o de energia para os transportes, fixar as popula√ß√Ķes no meio rural), Pol√≠tica (diminui√ß√£o da depend√™ncia do exterior), tamb√©m existe uma dimens√£o Econ√≥mica (adaptando os impostos que incidem sobre os combust√≠veis pode tornar-se muito atraente o recurso a formas de energia mais limpas).

A União Europeia tem vindo a promover a utilização dos biocombustíveis através de diversas iniciativas legislativas, o mesmo tem vindo a fazer o Governo Português faltando, no entanto, agilizar a regulamentação, bem como a homologação dos veículos para a utilização destes combustíveis, à semelhança do que sucede com o GPL (um combustível fóssil e não renovável).

Os motores a gasolina tamb√©m podem consumir combust√≠veis produzidos a partir de mat√©ria org√Ęnica, incluindo detritos florestais.

Para além dos transportes, também o aquecimento doméstico pode ser feito com biocombustíveis, em vez de gás, electricidade, ou gasóleo.

Perguntas frequentes

Qual a percentagem de óleo vegetal que se pode usar sem adaptação?
O óleo vegetal pode ser adicionado ao gasóleo, segundo certas regras e sem qualquer adaptação, dependendo sobretudo da marca e do tipo de bomba injectora .
Se for p.ex. Bosch e em linha, poder-se-√° adicionar entre 65% no Ver√£o e 35% no Inverno. Se o carro for mais recente, com sistema bomba-injector ou common-rail, estas percentagens passam para 15% e 30%.
Há pessoas que começam usar OV em percentagens elevadas e, como não notam logo problemas, dizem que é seguro. Para terem noção o que está acontecer no motor, observem bem estas fotos de uma experiência num motor de tractor, sem kit nem pré-aquecimento:




O relatório completo pode ser lido aqui:
http://www.iapar.br/biodiesel/oleobruto.pdf

Como se faz?
√Č aconselh√°vel come√ßar com percentagem, a partir de 10% OV (OV10) e gradualmente aumentar at√© percentagem recomendada. Cada novo dep√≥sito +10% do OV. Para misturar o OV, basta primeiro abastecer com gas√≥leo e depois adicionar o OV. Recomenda-se tamb√©m adi√ß√£o de 2% da gasolina sobre o volume total do combust√≠vel.

Para poder usar uma percentagem mais elevada, o que fazer? Os tais kits de convers√£o, como se arranjam, quanto custam, no que consistem?
Quem quiser usar, de forma segura, percentagens mais altas de OV, ter√° de fazer uma adapta√ß√£o ao sistema de combust√≠vel do seu carro. Dependendo do carro, do seu sistema de injec√ß√£o, existem v√°rios kit‚Äôs cujos componentes consistem em sistemas de aquecimento do OV, de purga autom√°tica, de comuta√ß√£o do combust√≠vel e de comando e controlo. √Č bastante parecido com os sistemas de GPL para os carros a gasolina. H√° kits, de 1 ou 2 dep√≥sitos, os mais simples desde 300 ‚ā¨ at√© os mais sofisticados de 1.600 ‚ā¨ (incluindo IVA e montagem).


O uso do óleo vegetal altera em alguma coisa o rendimento/performance do automóvel?
O OV √© um aditivo cuja utiliza√ß√£o, em geral, aumenta ligeiramente o rendimento e o performance do motor. O motor passa a trabalhar mais suavemente, com menos barulho. O consumo tende diminuir em 5 a 10%. Tamb√©m diminuem as emiss√Ķes dos gases poluentes (CO2, part√≠culas, enxofre). Aumenta ligeiramente a emiss√£o do NOx. Em geral tem um impacte ambiental altamente positivo e supera, em alguns indicadores at√© os mais recentes carros considerados ecol√≥gicos.

Pode se utilizar o óleo já usado?
√Č poss√≠vel aproveitar o OV usado, mas tem de se ter muito cuidado e fazer um tratamento antes de coloc√°-lo no dep√≥sito. O OV recolhido nos restaurantes cont√©m, al√©m das part√≠culas grossas, √°gua, sal, detergentes, etc. Existem processos de lavagem deste OV e √© preciso sempre fazer uma filtragem suficiente (at√© 1 m√≠cron) para n√£o causar problemas no carro.

Quando se converte um automóvel, é necessário dar conta dessa alteração a alguma entidade oficial? Por exemplo a DGV ou outra?
Quando se adapta um carro, deveria proceder-se a uma altera√ß√£o do livrete junto da DGV. Infelizmente pessoas que j√° tentaram solicitar esta altera√ß√£o √† DGV, n√£o obtiveram resposta. Ainda n√£o existe qualquer lei nem regulamenta√ß√£o que permite legalizar o uso do OV nos carros. Por isso ningu√©m na DGV sabe como proceder. √Č uma quest√£o de tempo. Na Alemanha, por exemplo, o OV j√° √© usado em larga escala, existem dezenas de milhares carros adaptados e quase 300 bombas p√ļblicas, onde √© poss√≠vel abastecer o OV.

Qual diferença entre biodiesel e óleo vegetal?
Para poder usar o OV no motor, sem prejuízo, tem de se tornar mais fluente (menos viscoso). Para isso podemos ou fazer mistura do OV com gasóleo ou aquecê-lo (OVD) ou forçar uma alteração química - transesterificação (com recurso a metanol e soda cáustica) - o resultado é BD (biodiesel). Durante o processo de transesterificação é substituída, na molécula do óleo, a cadeia da glicerina pela cadeia do metanol. A soda cáustica ajuda equilibrar a acidez do produto. A viscosidade do biodiesel é parecida com a do gasóleo. Já existem, em Portugal, carros de todos os tipos a funcionar exclusivamente com BD.


Offline Artur

  • Louis Renault
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Localidade: Odivelas
  • Mensagens: 16086
Re: Diesel - bio diesel - ovd
« Responder #1 em: 09 de Maio de 2011, 20:32 pm »
oleo vegetal a 0,69‚ā¨ no continente ;)

Offline Mefisto

  • O que √© um carro ?
  • 0.9 TCe
  • *
  • Localidade: Alverca
  • Mensagens: 285
  • Garagem : Renault Laguna 2.2dci Aut (2004)
Re: Diesel - bio diesel - ovd
« Responder #2 em: 03 de Agosto de 2012, 11:31 am »
boas

vamos la desenterrar isto  :embarrassed:

isto do oleo vegetal directo
é oleo fula ?
√© agarrar em 1 ou 2 garraf√Ķes de oleo fula e espetar directo no deposito sem mais nem menos ?
faz-me alguma confusao isto  :huh:

é que a 10% num deposito de 70 litros ainda se poupa uns euros e se aumenta a performance e diminui o consumo como indicas parece bem

e isto nao deixa vestigios marados no deposito e motor ? se depois deixar de adicionar oleo nao fica para la restos agarrados ?
Aluga-se este espaço

Offline Sls a GPL

  • Moderadores
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Utilizador: sls
  • Mensagens: 13857
  • Garagem : Renault Clio II 1.2 16v
Re: Diesel - bio diesel - ovd
« Responder #3 em: 04 de Agosto de 2012, 03:59 am »
O √≥leo vegetal tem propriedades de limpeza, acabando por limpar os res√≠duos do sistema, por conseguinte, vai sujar mais o filtro do gas√≥leo, e por outro lado tamb√©m durante o processo de combust√£o, n√£o me lembro do nome correcto do que acontece ao √≥leo vegetal, mas sofre uma transforma√ß√£o com um nome estranho, que depois acaba por se acumular  no √≥leo do motor, deixando-o sujo.
As desvantagens da utiliza√ß√£o do √≥leo vegetal a 100% √© a necessidade de substitui√ß√£o com maior regularidade do √≥leo do motor e do filtro de combust√≠vel. Em outras concentra√ß√Ķes n√£o te sei dizer mas que ter√°s que substituir o √≥leo e o filtro de combust√≠vel com maior regularidade do que se usares 100% de gas√≥leo.

Offline Mefisto

  • O que √© um carro ?
  • 0.9 TCe
  • *
  • Localidade: Alverca
  • Mensagens: 285
  • Garagem : Renault Laguna 2.2dci Aut (2004)
Re: Diesel - bio diesel - ovd
« Responder #4 em: 06 de Agosto de 2012, 11:33 am »
hmmm

com essas propriedades de limpeza se calhar nao era mau pensado conciliar uma das mudanças de oleo + filtro com um carregamento de um garrafao de 5l de oleo

aproveitava-se que se tinha de trocar o filtro e o oleo para fazer uma limpeza mais funda ao motor

ja alguem fez disto ?
obteve bons resultados ?
Aluga-se este espaço

Offline carlosjcm

  • 3.8 V6 TwinTurbo
  • *
  • Localidade: viseu
  • Mensagens: 9002
  • Garagem : Clio II 1.2 / Clio III 1.2 / GT Line 1.5dci
Re: Diesel - bio diesel - ovd
« Responder #5 em: 06 de Agosto de 2012, 12:11 pm »
Saiu aqui à uns tempos, numa revista (auto hoje) que não aconselham a juntar óleo no deposito aos carro modernos principalmente aos que têm FAP e injectores piezoeléctrico. Agora não sei se isto será verdade ou não e também diziam que faziam bem juntar óleo mas nos carros mais antigos.

Offline Sls a GPL

  • Moderadores
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Utilizador: sls
  • Mensagens: 13857
  • Garagem : Renault Clio II 1.2 16v
Re: Diesel - bio diesel - ovd
« Responder #6 em: 07 de Agosto de 2012, 00:24 am »
Nestes carros novos, acredito que não seja muito boa ideia, porque há motores que já se queixam com diesel manhoso, fará com OV à mistura.

Também é verdade que o diesel hoje em dia já traz uma percentagem de bio-combustivel, à quem se queixe de quando a percentagem de bio-combustivel é mais elevada, que nota diferenças.
Também já li em outros fóruns, tal como artigos sobre este assunto, que a transição deve ser gradual, começando por uma percentagem de bio-combustivel muito baixa e a pouco e pouco, vai-se aumentando.

Eu j√° experimentei no meu tractor e ele trabalhou bem, sem fumos, e com for√ßa praticamente igual ao do gas√≥leo,  mas depois fiquei com o filtro completamente obstru√≠do, mas aquele motor √© daqueles que queima de tudo.....

Offline Rui

  • Administrator
  • 1.6 V6 Turbo Energy F1
  • *
  • Localidade: Alverca
  • Utilizador: Rui_N
  • Mensagens: 13927
  • Garagem : Megane III Sport Tourer 1.5 dCi
A Sucata consome isto:  Spritmonitor.de" border="0 :laugh: